WordPress 3.4 Release Candidate 1 em Português

está disponível a versão 3.4 Release Candidate 1, em Português de Portugal. Aproveite esta versão para testar o novo WordPress e reportar o que encontrar, incluindo eventuais erros de tradução.

As notas do costume:

  • Só para testes.
  • Não instale em ambientes de produção
  • Outra vez, no caso de não ter lido a linha acima: Não instale em ambientes de produção
  • Diga-nos o que achou no fórum de suporte

Queremos ainda agradecer a todos os que ajudaram nesta tradução, que teve um número de colaboradores sem precedentes.

WordPress 3.3.1 (em Português) – Actualização de segurança

Já está disponível a versão 3.3.1 do WordPress, também em Português (Europeu). Esta versão corrige 15 problemas da versão 3.3 e também uma vulnerabilidade de XSS. Obrigado a Joshua H., Hoang T., Stefan Zimmerman, Chris K. e à equipa de segurança do Go Daddy por terem responsavelmente discutido este erro com a equipa de segurança do WordPress.

WordPress 3.3 disponível em Português

Já está disponível a mais recente versão do WordPress – a 3.3, apelidada de “Sonny” em honra do grande saxofonista Sonny Stitt – pode descarrrega-la imediatamente ou actualizar a sua instalação, a partir do seu painel.

O WordPress foi descarregado mais de 65 milhões vezes desde a versão 3.0 e, nesta terceira iteração, foi adicionada muito funcionalidade em redor experiência para novos utilizadores, navegação, carregamentos e importações.

Para utilizadores

Os utilizadores mais experientes vão apreciar o carregamento de media por arrastar e largar, os novos menus de navegação, a nova barra de ferramentas, o suporte melhorado para a edição colaborativa e o novo importador de Tumblr. Foi também muito pensada a experiência para pessoas sem conhecimentos prévios de WordPress. A versão 3.3 tem melhorias significativas com ponteiros de dicas para as novas funcionalidades incluídas em cada actualização, uma mensagem de boas-vindas amigável ​e guias de ajuda renovadas. Foi ainda melhorada a utilização do painel em tablets, com melhor suporte para navegação por toque.

Para programadores

Há também uma grande quantidade de novidades para developers. Recomenda-se que comece a sua exploração com a nova API do editor, a nova versão de jQuery, as novas e melhores maneiras para usar as páginas de ajuda, performance melhorada das URLs só com o título do artigo e claro, toda a lista de melhorias no Codex e no Trac.

WordCamp: WangGuard patrocina

O WangGuard é um novo plugin que protege o seu site contra sploggers, utilizadores spam e indesejados, utilizando informações fornecidas por administradores de outros sites que marcam sploggers em todo o mundo. Ao utilizar o WangGuard, vai não só proteger o seu site como também contribuir para essa base de conhecimento. Ou seja, quanto mais o usar, mais eficaz ele se torna.

Se tem ativado o registo de utilizadores na sua instalação de WordPress, WordPress Multisite, BuddyPress ou bbPress 2.0, este é o plugin de que estava à espera. Não existe nenhum igual, associado a um serviço web e com um novo conceito de proteção ativa contra sploggers ou utilizadores de spam. E é apenas um começo.

Após o registo do utilizador o WangGuard vai verificar, numa base de dados central, se ele é um splogger ou utilizador de spam. Se o WangGuard determina que o utilizador é um splogger, o registo não é permitido.

[Fonte WordCamp Lisboa 2011]

TAP, transportadora oficial do WordCamp Lisboa

A TAP Portugal (TAP) e o WordCamp Lisboa 2011 estabeleceram um protocolo de cooperação, que concede descontos aos participantes que efectuarem a sua reserva de avião e adquirirem o respectivo bilhete exclusivamente através do site da TAP Portugal.

[Fonte: WordCamp Lisboa 2011]

WordCamp Lisboa: Scott Berkun confirmado

É com grande orgulho que anunciamos o primeiro orador confirmado para este WordCamp: Scott Berkun.

Scott Berkun é antes de mais um escritor e um palestrante. O seu trabalho foi publicado no New York Times, Washington Post, Forbes, Wall Street Journal, The Economist, Guardian, Wired, National Public Radio, Huffington Post e muitos outros meios.

Leccionou na Universidade de Washington, escreve para os blogs Harvard Business e Business Week, e tem aparecido frequentemente como especialista em inovação, na CNBC e MSNBC.

É o autor de três bestsellers, Making Things Happen, The Myths of Innovation e o mais recente Confessions of a Public Speaker.

Trabalhou na Microsoft de 1994 a 2003, principalmente no Internet Explorer, da versão 1 à 5 (a 6 não!) e desde Agosto 2010 trabalha para a Automattic, no WordPress.com.

[Fonte: WordCamp Lisboa 2011]

WordPress 3.2.1 disponível em Português

Depois de mais de um milhão de descarregamentos da versão 3.2, já está disponível a versão 3.2.1. Esta release de manutenção corrige um problema de incompatibilidade de servidor relacionado com JSON que infelizmente afectou algumas instalações, assim como algums problemas no design do novo painel e no tema Twenty Eleven. Se já actualizou para 3.2, esta actualização será ainda mais rápida do que o costume, graças à nova funcionalidade que permite só actualizar os ficheiros que mudaram, em vez de substituir toda a instalação.

Consulte a lista de todas as alteraçõs aqui.

Descarregue a versão 3.2.1 ou actualize directamente a partir do seu painel.

Está pronto para o WordPress 3.2?

O Word­Press 3.2 vai ser lan­çado muito em breve com alte­ra­ções impor­tan­tes aos requi­si­tos míni­mos. No site da Comunidade Portuguesa foi publicado um artigo sobre como verificar se está tudo a postos.

As principais alterações são a obrigatoriedade de, no mínimo, PHP 5.2.4 e MySQL 5.0. Também foi abandonado o suporte ao Internet Explorer 6 e introduzidos mecanismos de detecção de browsers desactualizados.

Adeus “Posts”, descansem em paz

A versão 3.2 aproxima-se e com ela uma série de novidades no painel da sua instalação de WordPress.  Além de tudo o mais, e pela primeira vez em muito tempo, esta comunidade decidiu rever a consistência e coerência da tradução, o que vai significar um impacto visível e imediato na versão portuguesa do WordPress.

A mais importante é, sem dúvida, a morte de “posts” e de “postar”. Além de, subjectivamente, nunca falhar de me lembrar postas de pescada com batata cozida, o facto é que o termo não faz parte da nossa língua. Assim, um post é agora um artigo.

Mas como há mais exemplos, queremos garantir que o avisamos com tempo suficiente (cerca de um mês), antes do lançamento oficial da versão 3.2.

Leia o artigo completo no Blog da Comunidade Portuguesa de WordPress.